PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Número de novas empresas tem aumento de 34% no primeiro quadrimestre de 2021

7 de maio de 2021 - 19:27

Matéria: Cecília Marques
Foto: Nívea Uchoa

As aberturas de empresas neste período somam mais de 37 mil

O número de novas empresas têm aumento de 34% no primeiro quadrimestre de 2021. O balanço registrado pela Junta Comercial do Estado do Ceará (Jucec), autarquia vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), contabilizou 37.247 novas empresas no estado. O resultado foi positivo em comparação ao mesmo período do ano anterior com aumento de 9.650 constituições. Mesmo em um cenário difícil, os números são positivos. Só no início de 2021 os números já superam os anos de 2019 e 2020, que tiveram 26.994 e 27.597, respectivamente.

Dentre as novas empresas registradas na pandemia, o setor de Serviços se destaca com 20.307 aberturas. A expansão de empresas neste setor se deve a oportunidade que muitos empreendedores cearenses constataram no período atual. A datar do começo da crise sanitária que acomete o país, o campo de serviços continua sendo o que mais cresce. Em seguida, o de comércio com 13.347 e o de indústria, 3.593.

De acordo com o vice-presidente da Jucec, Caio Rodrigues, muitos empreendedores abriram ou registraram formalmente seus negócios devido às oportunidades que cresceram em vários segmentos e também das adversidades enfrentadas no período atual. Com isso em vista, a Jucec tem facilitado e desenvolvido mais projetos que contribuem para o fortalecimento das empresas no Ceará.

Já em relação às atividades, o maior número de aberturas ficou com a de comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios, com 2.374. Em contraponto, o comércio varejista de mercadorias em geral com predominância em produtos alimentícios, 941, teve mais extinções. Além disso, a quantidade de encerramentos também apresentou aumento em relação ao mesmo período do ano passado. No total, as extinções foram cerca de 22%, baseando-se nos números de 11.903 em 2021 e 9.759 em 2020.

Sobre os dados levantados, a presidente da Jucec, Carolina Monteiro, afirma: “Quando fazemos a diferença dos percentuais de abertura e fechamento, temos o saldo de 12%. Isso demonstra que os cearenses estão se formalizando muito mais do que encerrando atividades. Consideramos este número bastante positivo, pois desde o início do ano há uma tendência de crescimento.” A presidente completa ainda, “esperamos que com a abertura do comércio e o aumento da vacinação, os números cresçam ainda mais”.