PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Jucec destaca a Redesim para a melhoria do ambiente de negócios no Congresso dos Municípios Cearenses

18 de outubro de 2019 - 16:42 # #

Matéria: Mariana Menezes
Fotos: Mariana Menezes

 

 

 A simplificação de procedimentos para abertura de empresas como resultado da implementação da Redesim nos municípios cearenses foi destacada na palestra ministrada pelo vice-presidente da Jucec, Caio Rodrigues, no Congresso dos Municípios Cearenses (I CoMCe), realizada na tarde de ontem (17/10), no Centro de Eventos. 

Com um público-alvo composto por prefeitos e representantes de prefeituras cearenses, Caio reiterou a importância da integração dos municípios à Redesim. “É necessário que todos os municípios façam adesão à Redesim para que possamos levar essa simplificação de procedimento a todas as cidades do estado, proporcionando a atração de investimentos e de novos negócios. É inadmissível que o cidadão precise ainda se deslocar em cada órgão para conseguir as licenças e inscrições necessárias à legalização da sua empresa”. 

O I CoMCe, uma iniciativa da Associação dos Municípios do Estado do Ceará, está sendo realizado entre os dias 16 e 18 de outubro, no Centro de eventos do estado, integrando à III Feira do Conhecimento, que ocorre no mesmo espaço. O Congresso  tem objetivo de fomentar a reflexão e discussão sobre os rumos da gestão pública municipal. 

 

CLOUD DAY 

A Jucec também esteve presente no II Etice Cloud Day, com a participação do supervisor de núcleo de TI, Carlos Eugênio, na palestra sobre a modernização dos serviços em nuvem, em que expôs a experiência da Jucec no armazenamento do banco de dados dos registros empresariais em nuvem, sendo a primeira junta do país a implantar esta solução. 

“A Junta do Ceará foi a pioneira na solução em nuvem para o armazenamento do banco de dados. Desde 2017, estamos utilizando a nuvem da Etice e Oracle. Hoje, estamos com ambiente totalmente seguro, proporcionando mais agilidade ao processo de abertura de empresas, de forma totalmente digital. Antes, o empresário ou contador necessitava ir até a Jucec e protocolar documentos. Nós possibilitamos, hoje, a flexibilidade para abrir empresas de qualquer lugar, desde que tenha acesso à internet”, destacou Carlos Eugênio.