PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Primeiro semestre de 2021 tem crescimento de 45,75% em aberturas de empresas

6 de julho de 2021 - 12:17

Matéria: Bianga Braga e Cecília Marques
Foto: Reprodução

O período de janeiro a junho de 2021 apresentou 55.775 registros de novos negócios no Estado do Ceará.

O primeiro semestre do ano de 2021 trouxe o resultado de 55.775 novas empresas registradas no Ceará, de acordo com os dados levantados pela Junta Comercial do Estado do Ceará (Jucec). O crescimento foi de 45,75% em relação ao mesmo período do ano passado, que apresentou 38.286 registros de negócios. Esses números refletem o desenvolvimento da economia cearense mesmo diante de um cenário pandêmico.

Dentre as constituições de janeiro a junho, o setor de mais destaque foi o de Serviço, com 30.249 novas empresas, seguido de Comércio, 20.082, e Indústria, 5.444. Segundo a Presidente da Junta Comercial, Carolina Monteiro, o setor de Serviços foi o que mais cresceu devido aos novos modelos de negócios que surgiram durante a pandemia e às oportunidades que os empreendedores identificaram no decorrer do período.

Ainda de acordo com Monteiro, “os resultados positivos se devem às políticas de vacina em massa realizadas pelo Governo do Estado e a facilidade de formalização de uma empresa.”No modelo atual, o empresário consegue abrir uma empresa em até 48 horas de maneira 100% digital, o que incentiva a abertura de novos negócios pela celeridade e facilidade no processo.

Só os Microempreendedores Individuais (MEI) são responsáveis por 84% das aberturas de empresas no primeiro semestre do ano, com o total de 46.951 registros. Com a conjuntura pandêmica esse tipo jurídico foi o mais formalizado no estado cearense. Os encerramentos de MEI, por sua vez, foram de 12.439, com destaque para o setor de Serviços, com 6.351 extinções.

Para o Secretário da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), Maia Júnior, “Os números são realmente muito bons, pois mostram a recuperação da nossa economia. O trabalho integrado de rede governamental voltada para fortalecer a economia do Ceará começa a dar bons sinais e resultados. Isso nos dá muita confiança para continuar em busca dos números que possam gerar boas oportunidades de trabalho para o povo cearense”.

Já os encerramentos do primeiro semestre de 2021, por sua vez, também aumentaram com um valor de 17.844 extinções no primeiro semestre de 2021. A diferença foi de 4.581 empresas extintas a mais do que o ano anterior. A diferença de um ano para o outro reflete em uma porcentagem de 34%.