PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

O modelo português de modernização da administração foi debatido em evento na Sefaz

29 de novembro de 2016 - 03:00

 

 

 

 

O debate acerca do modelo português de modernização administrativa foi realizado na manhã de hoje (29/11), no Auditório da Secretaria da Fazenda, Sefaz, tendo como palestrantes, a presidente da Junta Comercial do Estado do Ceará, Jucec, Carolina Monteiro, o vice-presidente da Câmara Brasil Portugal, Rômulo Alexandre, e o gerente geral do Sistema Fiec, Erick Picanço. O evento faz parte do Ciclo de Conversas Café de Negócios promovido mensalmente pela Jucec.


A presidente da Jucec falou dos projetos que estão sendo desenvolvidos pela Autarquia e que devem serem implantados ainda este ano. “O governo do estado tem a compreensão de que precisamos movimentar a economia local, pois deu apoio de inserir a Jucec na comitiva cearense que foi conhecer a modernização da administração de Portugal. No Ceará, estamos desenvolvendo o Empresa Simples, que é bem parecido ao programa português, e pretende realizar abertura e formalização de empresas em até 5 dias”, destacou.


O Vice-presidente da Câmara Brasil Portugal, Rômulo Alexandre, enfatizou a movimentação feita pelo país português de enfretamentamento da crise e de investimento em tecnologia de incentivo ao fomento da economia. “Portugal passou no ano de 2009 por uma grande crise, precisou se reconstruir, e essa se deu na modernização da administração pública. Os investidores estão procurando governos que facilitem a formalização do negócio. Portugal precisou melhorar o ambiente de negócios para atrair a atividade econômica e com isso a geração de empregos. O país nos últimos 10 anos, passou por modificações na estrutura do serviço público.



O gerente geral do Sistema Fiec, Erick Picanço, explicou um pouco sobre a importância do evento Web Summit, que aconteceu em Lisboa-Portugal. “Para compreendermos o contexto, existe um pequeno grupo que entendeu que a área tecnológica não está ligada somente a grandes instituições com verbas bilionárias. Começamos perceber que temos possibilidades de gerar negócios com pouco investimento e que existem pessoas com boas ideias, que têm a possibilidade de um diálogo engrandecedor. Nessa perspectiva, foi criado um grupo de pessoas que se colocaram a disposição de ir a Portugal, para participar do Web Summit e compreender que esse modelo de negócio é grandioso”, ressaltou..

 


Assessoria de Imprensa da Junta Comercial do Estado do Ceará

imprensa@jucec.ce.gov.br