Sistema de Registro Mercantil completa um ano de funcionamento no Ceará

2 de Maio de 2018 #

Maior agilidade, transparência e segurança nos processos de abertura, alteração e extinção de empresas são os principais resultados da implantação do Sistema de Registro Mercantil, SRM, na Junta Comercial do Estado do Ceará, Jucec, após um ano de funcionamento. O sistema, que iniciou suas atividades em 02 de maio de 2017, permitiu que os serviços prestados pela Jucec pudessem ser disponibilizados pela internet, como o Registro Digital, Certidões on-line e Livros digitais.

O novo sistema facilitou o protocolo e recebimento dos processos de registros de empresas, segundo o técnico de contabilidade, Daniel Nascimento. “Está mais prático e organizado, hoje, pois tudo é informatizado. Antes precisava preencher de forma manual o Requerimento de Empresário, enquanto, hoje, é gerado pelo Portal. Além disso, era preciso o deslocamento até a Jucec para receber processos, o que, atualmente, faço pelo Sistema”.

A Junta do Ceará foi a primeira do país a substituir o antigo sistema de registro – Siarco, sistema utilizado até o ano passado -, pelo SRM, que possibilita o acesso em uma plataforma digital dos principais serviços disponibilizados pela Junta e todo o acompanhamento de processos e dados, se configurando como uma importante ferramenta de gestão. De acordo com a presidente da Autarquia, Carolina Monteiro, foi uma decisão importante a implantação. “Nós consideramos que a mudança de sistema era extremamente necessária, tendo em vista que o Siarco era um sistema arcaico. Então, tomamos a decisão de ser pioneiro nessa substituição e, logo após, outras juntas comerciais nos procuraram para conhecer o SRM e, em seguida, também implantaram o sistema em seus estados”. Hoje, já são 8 juntas comerciais com o SRM.

O sistema usado anteriormente, o Siarco, implantado em 2003 no Ceará, usava um tipo de plataforma que já estava obsoleta, de acordo com o gestor de TI da Jucec, Marcelo Santos.

“O Siarco não permitia muitas funções que o SRM possibilita hoje, quando muitas tarefas eram feitas de modo manual. O SRM é um sistema mais moderno e web, o que possibilita o acesso a ele de qualquer lugar do planeta”.

Estatísticas do SRM

Desde a implantação do SRM, foram protocolados mais 130 mil processos de registro de empresas, livros mercantis e certidões. O destaque foi no aumento de 34% no número de emissão de certidões no período de maio de 2017 a abril deste ano, comparado ao mesmo período de 2016.

Em relação aos serviços digitais, viabilizados pelo SRM, o número de processos de registro de empresas pela internet triplicou desde a implementação do sistema, com 71 protocolos em maio do ano passado, contra 307 registros em janeiro deste ano.

Funcionalidades do SRM

O SRM, desenvolvido pela Jucemg, foi produzido para realizar a gestão de todo o processo de registro de empresas e atividades afins na Junta Comercial, de dados das empresas e de todo trabalho que é feito no âmbito do registro empresarial de auditoria e controle.

O principal benefício do SRM é automatização dos procedimentos e o registro digital. Além destes, o sistema permite a validação do CEP, o acesso ao sistema de qualquer lugar, pois é via web, enquanto o Siarco só permite o uso no prédio da Junta Comercial, e atende a todas as Instruções Normativas do Departamento Empresarial de Registro e Integração, DREI.